Doença é caos por falha na comunicação

Doença é caos por falha na comunicação

“É como olhar no espelho

onde forma e o reflexo se encontram
não sou ele, mas ele é tudo de mim.
(Tôzan Ryokai Daioshô, China, século X)”
.

 

      Os princípios e valores definem a realidade que cada um de nós experimenta; é a verdade que cada um de nós vive que causa e manifesta os sintomas ou distúrbios do corpo (sistema físico). A raiz dos problemas físicos, emocionais e mentais está na atitude interior frente às situações do cotidiano. É a postura da pessoa em relação aos acontecimentos, que determina a sua realidade em todas as áreas da vida. Embora normalmente só procuramos ajuda quando um sintoma doloroso surge, já antes sinais de alerta foram dados. Em suma; a forma como lidamos connosco, com os outros, com os acontecimentos e com Deus, como cada um o concebe e entende, é que cria a realidade que nós mesmos experimentamos.

“Diz-me que mal que te aflige, que eu  digo-te quem és”, dizia um grande mestre.

     Mas não é preciso que uma doença se mostre fisicamente, para ser detetada a área mais frágil e vulnerável do indivíduo. Tudo começa nos princípios com que orientamos a nossa vida. Se não usufruímos de um estado de felicidade e realização, os princípios com que nos orientamos precisam ser revistos e atualizados.

O nosso corpo é um sensor que acusa o modo como lidamos com os acontecimentos

Somos os criadores supremos da nossa realidade. Qualquer tensão, dor ou incómodo, assim como o bem-estar, refletem a forma como interpretamos um acontecimento. Qualquer acontecimento é sempre energia em potência, que podemos decidir reprimir, condensando e guardando, ou seja “tolerar” (stress), ou reagir arrogantemente e lutar contra o que “não queremos” (como que tivéssemos a capacidade de saber o que é melhor). Ou simplesmente aceitar o acontecimento, apesar de não ser o que esperávamos no momento, conscientes que a natureza é sábia e sempre justa e que a vida nos dá sempre o que precisamos para o nosso bem-estar e realização.  Tanto a primeira decisão (tolerar) como a segunda (reagir), demonstram que não estamos acordados (conscientes). Estes tipos de decisões criam e acumulam zanga, ressentimentos, culpa, medos, desconfiança, enfim…, insegurança, refletida no nosso corpo físico em dores tensões incómodas.

  A tendência é encobrirmos essas tensões (stress) e incómodos com algo externo (analgésicos). Não importa se o analgésico é o psicólogo, o psiquiatra, o médico de clínica geral, o massagista, ginásio, caminhadas, tirar férias ou a febre de sexta feira a noite etc. …

Se continuarmos a anestesiarmo-nos, ignorando os apelos do nosso corpo à mudança, surge o que o que a indústria instituída pelo sistema, chama de “doença crónica”.

  Apesar de parecer uma visão simples de como uma doença se instala, não é uma visão imatura ou irresponsável, bem pelo contrário.

Tudo começa pelo pensamento que gera o sentimento, que por sua vez gera a emoção (energia). A energia é a matéria amorfa com que tudo é criado.

Como se processa?

 Cada parte do nosso corpo reflete uma emoção. Todas as alterações metabólicas do organismo têm origem na resistência ao fluxo (desequilíbrio emocional). Vivemos mergulhados num ambiente turbulento de mudança. As mudanças são feitas a uma velocidade estonteante, difícil de acompanhar, deixando-nos muitas das vezes inseguros.

A forma como nós nos vemos e vemos o mundo cria a nossa realidade. De acordo com as reações emocionais, mantemos a saúde ou criamos as doenças.

Tudo o que acontece na nossa realidade, seja em nossa casa, seja no ambiente de trabalho, seja no resto do mundo, está ligado a padrões de comportamento desenvolvidos ao longo da nossa vida. É importante ganhar consciência deste facto e trabalhar a auto-observação, de forma a perceber (ter consciência) as nossas ações reativas impróprias e substituí-las por ações proactivas, com que entramos no processo e fluxo da vida em abundância. 

É urgente aceitarmos a verdade que somos os criadores da nossa realidade

Ainda temos como verdade que a idade deteriora o organismo e que a doença é uma coisa natural. Mas se ampliarmos um pouco a consciência, e aceitarmos a nossa essência divina, vemos que Deus não envelhece ou se deteriora, e que se a doença fizesse parte da essência divina, nada nem ninguém a poderia curar, recuperar. Então em que é que ficamos?

“Assim na terra como no céu”

“O que está dentro reflete o ambiente externo, assim como no nosso corpo, em forma de saúde e vitalidade”

É preciso ganhar consciência da nossa essência divina e do poder divino herdado à nascença. Libertarmo-nos dos preconceitos limitadores separatistas e agirmos de forma proativa com o todo, aperfeiçoando o nosso desempenho na vida e expressar o poder divino latente em cada um de nós.

Deste modo, ao adquirirmos a consciência que uma disfunção do organismo físico, ou a existência de acontecimentos desagradáveis na nossa realidade, são um reflexo do nosso mundo interior, ficamos na posse de um importante recurso para a reorganização do nosso mundo interno.  

Conscientes de que é o padrão interno que desencadeia a realidade externa, desde a doença no corpo, à doença em qualquer área da nossa vida, teremos à disposição um importante meio para em primeiro nos ajudarmos e depois ajudarmos os outros.

Como funciona na realidade física

O funcionamento normal do corpo (organismo) que cada um de nós habita depende do bom funcionamento dos triliões de células que o compõem. Para que cada célula desempenhe a sua missão, necessita de estar conectada e em harmonia com todo o organismo e ser abastecida de oxigénio e de substâncias nutritivas.

Como não se podem deslocar até ao centro de informação e abastecimento, as células dependem de um sistema de comunicação e abastecimento: o sistema circulatório.

Sistema Circulatório ou Cardiovascular

O sangue como meio de comunicação e abastecimento

As veias, artérias e vasos capilares são as vias pelas quais chegam às células toda a informação e alimentos necessários. O sangue é o meio de transporte das substâncias nutritivas e da informação que necessária a desempenhar harmoniosamente a sua função orgânica. A informação e fornecimento de todas as células do corpo representa uma tarefa complexa, não só pela extensão dos tecidos a irrigar, mas principalmente pela deficiente informação.

Calculou-se que a superfície dos tecidos do corpo humano estendidos teria uma extensão de 200 hectares, superfície equivalente à de 300 campos de futebol. A compreensão torna-se muito mais complexa, uma vez que o comprimento dos vasos disponíveis para a irrigação, alinhados em fila, atingiria 100 000 km e a quantidade de sangue atinge apenas 6 a 7 litros.

A saúde do organismo depende de uma boa comunicação

Para que a irrigação e, por conseguinte, a informação e nutrição de todos os tecidos orgânicos possa efetuar-se corretamente, o sangue deve atravessar toda a rede de canais do sistema circulatório de maneira rápida e constante. A mais pequena falta de informação e fornecimento, compromete o bom funcionamento da célula e põem em perigo uma parte dos tecidos. A menor interrupção é fatal para as células, privadas de informação e abastecimento.

Coração central de comunicação e abastecimento

Alegria de viver. O coração é o órgão incumbido para assegurar a alegria de viver (circulação do sangue). É a bomba indispensável que mantém em constante movimento a massa sanguínea, propulsionando-a através de toda a rede de vasos do sistema circulatório. O seu poder de ação revela-se pelo facto de que o sangue não gasta mais do que um minuto para dar a volta ao organismo, o que corresponde a um caudal de 6 litros por minuto, quer dizer, 9000 litros de sangue por dia. Além disso, a pressão com que o músculo cardíaco projeta o sangue para as artérias permitiria obter um jato com uma altura de 1,70 metros!

Como a informação e o abastecimento das células pelo sangue não deve ser interrompido, o coração bate incansavelmente, noite e dia, concedendo-se apenas uma fração de segundo entre cada contração. Deste modo, é capaz de distribuir o líquido alimentar e a informação – o sangue – a cada célula do nosso corpo, por vezes durante um século ou mais. Para manter o sangue em movimento, o coração é ajudado pelos próprios vasos sanguíneos.

Compreender como adoece o sistema circulatório

Quer se trate das artérias ou das veias que levam o sangue de um lado para o outro do corpo, quer dos finos capilares que penetram nas profundidades dos tecidos até junto das células, estes vasos não são canais rígidos e inertes. Todos eles possuem nas suas paredes músculos que aumentam ou diminuem o seu diâmetro. A alternância das dilatações e das contrações dos vasos que aspiram e expulsam o sangue auxilia muito a circulação de alimento e informação.

A elasticidade das paredes vasculares é primordial já que permite que os vasos auxiliem o coração no seu trabalho. O coração e os vasos desempenham um papel essencial no organismo, na medida em que fazem circular o sangue, que é a seiva do corpo humano. O sangue contém todas as informações e substâncias nutritivas necessárias para a construção e funcionamento das células – por exemplo, os aminoácidos, os minerais e as vitaminas. Também transporta o oxigénio indispensável à respiração celular e a informação capital. A sua função consiste em libertar as células de todas as toxinas que produzem no decurso da sua atividade, levando-as até aos órgãos excretores para serem eliminadas. Quando a circulação sanguínea se processa mais lentamente, as células ficam rapidamente subalimentadas e suboxigenadas, sem saber o que fazer. Sem informação, oxigénio e alimento intoxicam, mergulhadas nos próprios resíduos, não realizando as suas funções. Uma interrupção localizada da circulação afeta apenas um grupo de células e limita-se a destruir unicamente um tecido de um órgão. Se a destruição afetar um órgão vital, ou se a interrupção da circulação for geral, provocará a morte do próprio indivíduo. Esta dependência do sistema circulatório, por parte de todos os órgãos do corpo, para o bom funcionamento e para a sua sobrevivência, demonstra bem a gravidade dos problemas cardiovasculares, que privam o resto do corpo de todas as possibilidades de desfrutar de uma boa saúde.

Para tudo há uma causa

Enfim…, o sistema circulatório engloba a comunicação entre si de um universo de triliões de células. A alegria de viver e o bom funcionamento do organismo depende da boa comunicação entre si.

Do mesmo modo que o sangue transporta os nutrientes e oxigénio para o organismo, também transporta o pedido de cada célula, e a informação que a célula necessita para desempenhar o seu serviço na perfeição. Não bastando isso, o sangue também leva a cada célula a informação do que se passa na realidade exterior, depois de ter sido assimilada pelos sentidos.

Sangue é Vida, é alegria! Todas as células do organismo estão em permanente contacto com o sangue que transporta a alegria de viver, juntamente com a abundância de tudo que necessitam.

Porque é que existem doenças dolorosas e pessoas tristes em sofrimento?

É falado em todos os textos várias vezes que a causa está no paradigma que domina a consciência coletiva. Enquanto o velho paradigma dualista, materialista, separatista, não for superado pelo novo paradigma espiritual, unicista, abrangente, estamos em constante estado de alerta, e os mais distraídos ou adormecidos, entram constantemente no sofrimento.

De nada adianta negar o que acontece na nossa realidade, por mais desagradável que ela pareça. Aceitar, consciente que nada é o que parece, e que a vida é sábia e justa, harmoniza a compreensão, e amplia a consciência, que nos dá condições de agir de uma forma proativa na situação. Se assim fizermos, evitamos que a situação nos prejudique diretamente.

 A negação ou resistência às situações que nos chegam a cada momento, cria Stress e consequências desastrosas, tanto fisicamente com o envolvimento de todas as células no processo, como em todas as áreas da nossa vida.

Se optamos por uma postura de tolerância/desinteresse aos assuntos menos agradáveis, a situação pode se tornar caótica. É uma espécie de eutanásia lenta, ou processo ativo de autodestruição, não identificável. Da mesma forma, quando tentamos fugir àquilo que está a acontecer na nossa vida, permanecemos expostos aos perigos e não fazemos para transformar a crise numa bênção.

Aceitar não significa concordar ou compactuar com uma situação ou coisa que não podemos mudar. Ter serenidade para aceitar o que não temos poder de mudar, além de ser uma ação inteligente, dá-nos a energia necessária para transformar uma crise numa bênção. Esta é a atitude mais saudável para o sistema circulatório.

Para uma vida de qualidade, isenta de doenças, é necessário estar em estado de aceitação. Só assim alimentaremos a alegria e a realização pessoal.  Se pelo contrário recusarmos admitir o que está a acontecer, na nossa realidade, bloqueamos, criando bloqueios no sistema circulatório.

Ao paralisar diante dos acontecimentos que a vida nos coloca, estagnamos os fluídos linfáticos e asfixiamos as células, além de bloquearmos o nosso potencial realizador.

Na verdade, o nosso sistema circulatório ou sistema cardiovascular, que alimenta todas as células do organismo, e de onde todos os órgãos dependem, reflete a forma de como estamos fluindo na vida.

Assim podemos concluir que: um estado de aceitação resulta em pró ação, fluindo através dos acontecimentos diários, originando alegria, realização pessoal, e saúde física.

Enquanto que o estado de negação (reativo) cria o fracasso e somatiza complicações circulatórias. 

Continuação no próximo

Coloque as suas questões nos comentários.

António Fernandes

A minha realidade muda quando eu mudo

A minha realidade muda quando eu mudo

Sistema de Saúde Integral da Casa Escola António Shiva®

Saúde Integral


O mundo já mudou e a humanidade começa a despertar para uma realidade que não imaginava existir. E consoante se entra nesta nova realidade descobre-se que o sofrimento é um estado de inconsciência.

Somos doentes desgraçados e infelizes porque não estamos conscientes do que pensamos, sentimos e fazemos… é essa a razão de constantemente nos contradizermos.

O que é o sistema de Saúde Integral da Casa Escola António Shiva®?

O sistema de Saúde Integral da Casa Escola António Shiva® é um programa de vida interativo e personalizado à necessidade do cliente.

Como funciona e em que se fundamenta?

O funcionamento é simples; apoiar o processo e fluxo natural da Vida/Criação, e fundamenta-se nos princípios de Hipócrates, aglutinado, através da mecânica da física moderna, aos milenares princípios da medicina Ayurveda e Chinesa.

Como surgiu a Casa Escola e o sistema de Saúde Integral?

A Casa Escola António Shiva® é a encarnação do sonho de um menino, inspirado no movimento juvenil de maio de 1968. Foi um trajeto iniciado com a inocência de uma criança que sonhou mudar o mundo. Mas que ainda na sua juventude percebeu a sua incapacidade, optando por tentar mudar o seu grupo social, donde saiu desiludido e frustrado, decidindo ir por caminho mais seguro e fácil; ocupar-se na mudança da família de sangue. Mas aí os resultados foram ainda mais dolorosos. Só ao fim de três décadas de frustrações acordou para o facto que jamais poderia mudar o mundo. O mundo exterior que cada um vive (experimenta) é reflexo do mundo interior que cada um de nós alimenta.

Quais os benefícios verificados neste sistema de Saúde Integral da Casa Escola António Shiva®?

Em Saúde Integral não se pode falar de benefícios nesta ou naquela área da vida. A vida é um todo e engloba tudo…, tudo muda (melhora). A mudança é interna e reflete-se na realidade exterior. Tudo é transformado.

O sistema de Saúde Integral da Casa Escola António Shiva® cura ansiedade, depressão e outras doenças?

Em Saúde Integral não existe o conceito de doença. Cada pessoa é um ser único, que experimenta um sintoma desagradável ou doloroso, que tem origem em si mesmo. A palavra cura está fora do vocabulário da Saúde Integral. Aquilo que é designado vulgarmente “por doença” é a manifestação de um mal mais profundo, que precisa ser mudado. O sintoma é a luz que se acende, como aviso da necessidade urgente de atenção.

Como se chega a Mentor de Saúde Integral?

Para se ser Mentor de Saúde Integral existem dois formatos.

1º – Ter sido considerado pelo sistema ainda vigente como doente crónico (sem cura) e, depois de um programa personalizado de Saúde Integral realizado na Casa Escola António Shiva®, esse mesmo sistema ainda vigente, considerar o que antes não tinha cura, como não existente (sem sintomas). Com esta condição, abre-se a porta para a
iniciar um programa de estudo, também ele personalizado ao aspirante a Mentor deSaúde Integral.

2º – Fazer um programa de sete anos, em regime de internato Casa Escola António Shiva®. Iniciando-se como aprendiz da pratica quântica no quotidiano, terminando como Mentor de Saúde Integral. Este processo é muito seletivo, alcançando a mentoria como vocação.

Como ter acesso a este upgrade de consciência, sem sofrer de uma doença crónica?

A Casa Escola António Shiva® prepara programas de expansão da consciência (Saúde Integral) de três fins-de-semana (2 dias cada) e semanais (de 5 dias) para pequenos grupos que mudam radicalmente a vida de todos que nele participam.

Quem pode ter acesso a este sistema para melhoramento pessoal e profissional?

Os programas de fim-de-semana ou semanais de expansão da consciência (Saúde Integral) estão disponíveis para médicos, advogados, enfermeiros, terapeutas, estudantes, empresários, homens de negócios e a pessoas de todo o género e estrato social. Estes programas são compatíveis com todas as religiões, crenças e filosofias.
Não requer qualquer tipo de iniciação, nem ser membro de nenhuma organização – apenas a vontade de aprender como utilizar as ferramentas. É um pouco como aprender a desenhar, ou a navegar na internet de uma forma consciente – mas mais fácil.

Qual é a razão, benefício ou vantagem que leva um técnico de saúde, um empresário, um estudante ou um homem de negócios a fazer um fim-de-semana ou uma semana de expansão da consciência (Saúde Integral)?

Os benefícios e vantagens são inumeráveis; é como transitar da máquina de escrever para o computador ou como pesquisar numa biblioteca pública ou no “Santo Google”.
Uns utilizam o sistema quântico de saúde integral, para se compreenderem melhor e acelerar o SEU PRÓPRIO processo de recuperação e mudanças interiores. Outros utilizam-no para ajudar os que estão à sua volta, quer pessoalmente, quer profissionalmente.

Resumindo

O sistema simplificado de Saúde Integral da Casa Escola António Shiva® oferece um conjunto de ferramentas que todos podem utilizar. Com esta aprendizagem e este conjunto de ferramentas qualquer participante na semana de expansão da consciência ou nos 3 seminários de fim de semana, estão aptos a usar as ferramentas que lhe permitem explorar a relação entre o seu corpo físico, consciência e sua realidade. E com isso mudar de forma consciente o rumo da sua vida. As técnicas são tão simples que até estão a ser ensinadas a crianças. É um programa científico apoiado na ciência da natureza e nas milenares filosofias orientais, isento de misticismos ou símbolos secretos.

I.A.T.S – Integral Analysis Therapy System

I.A.T.S – Integral Analysis Therapy System

Introdução ao IATS

Esta simples introdução ao I.A.T.S. destina-se somente a dar a conhecer o sofisticado sistema de diagnóstico «I.A.T.S» BIOPLASM 9D NLS. Não tem como objetivo fazer uma demonstração técnica ou terapeuta.

«I.A.T.S» BIOPLASM 9D NLS, é uma classe nova de instrumentos, conhecidos por “instrumentos de ondas cerebrais”, destinados à recuperação do equilíbrio físico, emocional e mental, sem riscos colaterais.

Porquê o I.A.T.S.?

Vive-se num mundo em transição. O que funcionava antes já não funciona mais. Esse vácuo obriga a uma correria a soluções, sobrecarregando a ciência, assim como a sociedade em geral, de informação. Todos os dias, somos confrontados com novas descobertas, e todos os anos são desenvolvidos dezenas de novos equipamentos. Isso é muito bom, mas sufoca-se nesse mar de informação, entrando em hipnose psicótica, em vez de se beneficiar com as novas oportunidades de recuperar a vitalidade e a qualidade de vida. 

Vejamos como tudo mudou.

Há sessenta anos, um médico para elaborar um diagnóstico correto precisava da experiência de milhares de observações de pacientes, até que a experiência se transformasse em intuição. Hoje o mundo mudou e tudo o que existe nele também mudou.

Com a inteligência artificial na recuperação da saúde, em poucos segundo é possível um diagnóstico concreto e uma solução simples e eficaz, sem efeitos colaterais indesejados. Porque, a ciência moderna (física quântica) nas suas numerosas e dispendiosas pesquisas científicas, despoletou o gatilho da inteligência artificial e chega perto da intuição e o fenómeno da clarividência, já se avista no horizonte da nova ciência.

A verdade, é que isto não é ficção, milagre ou graça divina, mas vibrações eletromagnéticas de frequência muito baixa, que transmitem informações no cérebro humano, que recuperam o equilíbrio físico e emocional o evitando a contaminação e propagação do mal-estar.

A ciência moderna abre o caminho para uma humanidade saudável e feliz  

Já não é novidade para ninguém, (e, segundo a OMS) que as doenças crónicas são (psicossomáticas) criadas através de uma conduta errada da forma de ser e estar. Segundo este conhecimento o obvio é mudar a forma de ser e estar. Apesar de ser do conhecimento geral, e a solução ser tão obvia, simples e clara, a verdade é que se continua a envenenar e a mutilar, em vez de fazer o simples e obvio.

A ciência ao serviço da saúde integral

«I.A.T.S» O BIOPLASM 9D NLS, resulta da ciência tecnológica mais avançada. Uma possibilidade de diagnóstico diferente do ultrassom convencional e da tomografia computadorizada. Um equipamento indispensável de exames preventivos para médicos e terapeutas empenhados na saúde integral de seus clientes.

O trabalho teórico e experimental, que possibilitou o desenvolvimento deste equipamento, foi iniciado nos finais do sec. XIX, pelo génio da eletrónica Nikola Tesla, com suas pesquisas e descobertas tecnológicas, abre o caminho para a saúde integral, continuado por George Lakhovsky (um cientista Russo) que cria os primeiros equipamentos nos anos 30 do seculo passado, que vão sendo melhorados, tanto pelo americano R. Rife como pelo alemão Franz Morell e Erich Rascher, seu genro, que desenvolvem e comercializam a MORA- Therepie e pela primeira vez lhe foi dado o nome de bio ressonância e continuando com o progresso da moderna mecânica quântica, até chegarmos á 9ª geração de equipamentos: o «I.A.T.S», faz parte da família BIOPLASM 9D NLS.

O «I.A.T.S» BIOPLASM 9D NLS, é um sistema de diagnóstico e análise através de ressonância magnética quântica. É uma versão superior ao 3D NLS e trabalha com dois softwares, o próprio BIOPLASM 9D NLS e um superior por meio de vetores que, sem dúvida, lhe conferem força e superioridade na análise que o 3D NLS não possui.

O «I.A.T.S» BIOPLASM 9D NLS, funciona através da membrana do tímpano no cérebro humano, usando técnicas de ressonância quântica para sondar tecidos específicos dos órgãos físicos, ressonância de ondas eletromagnéticas e feedback (BIOFEEDBACK) para o computador, compara-se a um imenso banco de dados, que permite encontrar os órgãos de deteção presentes se apresentarem problemas ou não e prever nos próximos 3 a 5 anos a evolução do mesmo, o banco de dados de saúde foi estabelecido por cientistas da a ex-União Soviética e dos Estados Unidos que passaram 35 anos a pesquisar sobre um leque alargado de ambos os sexos, raça, idades doença, e dados clínicos etc. gastando dezenas de milhões dos fundos nacionais de pesquisas.

Bio ressonância o que é?

A bio ressonância é um método “complementar” de diagnóstico e tratamento. Apoia a tecnologia no autoequilíbrio orgânico. Levando o corpo ao estado natural de saúde integral.

Todos os mal-estar têm origem, ou resulta da reação (Stress), ao meio ambiente periférico. Dessa tensão criam-se bloqueios ao fluxo natural do bem-estar. Os bloqueios ao fluxo natural de bem-estar, criando um meio ambiente interno propicio ao desenvolvimento de mal-estar (doenças).

O I.A.T.S – BIOPLASM 9D NLS é um instrumento especial de bio ressonância que faz a leitura do organismo, separando as frequências fisiológicas saudáveis, das alterações patológicas, e envia novas vibrações ao organismo em intensidade e frequência adequada, suprimindo as alterações patológicas, e as frequências fisiológicas restabelecidas.

Como é resposta a qualidade de vida?

Na verdade, cada doença está associada a um “desequilíbrio energético biofísico”, e o tratamento consiste em “voltar a esse equilíbrio”.

Toda a matéria viva, produz correntes elétricas e emite suas próprias ondas eletromagnéticas. Células, Micróbios, vírus bactérias fungos todos emitem as suas próprias ondas eletromagnéticas. 

O I.A.T.S., no “modo de diagnóstico”, regista essas ondas e correntes e, por meio de fórmulas probabilísticas, compara as ondas recebidas com as do banco de dados de doenças, o que serviria para diagnosticar com uma probabilidade superior a 60%, atingindo até 90%, de uma alergia a um distúrbio hormonal. No “modo de tratamento”, os sinais elétricos seriam “normalizados” (como ondas opostas) pelo instrumento e retornados ao organismo, onde teria um efeito terapêutico para a doença. Cada doença corresponde a um «desequilíbrio energético biofísico» e a terapia consiste em voltar ao «equilíbrio energético do organismo».

Diagnóstico de Ressonância Magnética Quântica

Diagnóstico de Ressonância Magnética Quântica

O corpo humano é composto por milhões de células, estas estão em constante renovação através da sua própria divisão, elas nascem, desenvolvem-se, diferenciam-se, regeneram-se até que ocorre a sua morte celular programada.

A cada segundo, 25 milhões de células são divididas num corpo adulto, e as células do sangue no corpo renovam-se a uma taxa de 100 milhões por minuto.

Neste processo de divisão ao nível celular, existem corpos carregados de núcleos atómicos, no exterior desses núcleos estão presentes eletrões que se movimentam e alteram a alta velocidade, emitindo assim, ondas eletromagnéticas.

As ondas eletromagnéticas emitidas pelo corpo humano representam um estado específico do corpo, estas variam consoante as condições sejam de um corpo saudável ou de um corpo doente.

Se pudermos interpretar estas ondas eletromagnéticas facilmente podemos determinar o estado de saúde do corpo.

Na medicina quântica, considera-se que o motivo pelo qual ficamos doentes é uma alteração no movimento dos eletrões, que consequentemente altera o átomo, as moléculas, as células até que chega a alterar os órgãos.

A energia das ondas eletromagnéticas altera devido às alterações do estado de saúde do corpo e quando há mudanças nutricionais levando a um estado de nutrição muito fraco.

O Diagnóstico de Ressonância Magnética Quântica, possui valores de ressonância padrão em relação a doenças e indicadores nutricionais pré-estabelecidos, ao colocar a mão no sensor é possível fazer testes de ressonância, para que possam ser comparadas com os valores padrão. O valor quântico é apresentado, podendo ser negativo ou positivo, e indica a natureza e extensão da doença e dos níveis de nutrição. Os resultados serão então analisados por um clínico.

O Diagnóstico de Ressonância Magnética Quântica permite a elaboração de um diagnóstico completo em poucos minutos, sendo minucioso ao ponto de detetar qual o sistema afetado, e dentro deste qual o item, segundo um intervalo de normalidade.

Fruto de mais de 30 anos de investigação científica, o Diagnóstico de Ressonância Magnética Quântica mede o estado de saúde do paciente segundo bio ressonância. Imensos estudos foram efetuados até se encontrar os valores normais de atividade de cada item, segundo a bio ressonância.

Este equipamento surgiu primeiramente com o objetivo de avaliar a saúde dos astronautas, atletas de alta competição quando em missão. Desde então tem sido utilizado em várias áreas da saúde, homeopática, osteopatia, estética, ginásios.

 Como funciona o Diagnóstico quântico de ressonância magnética

Um instrumento profissional com base no estudo dos cem milhões de casos clínicos por muitos anos, uma série de médicos e especialistas em computação quântica inventou este monitor de saúde. É preciso, a análise estatística de saúde é realizada rigorosamente por meio de métodos científicos e é aprovado por um grande número de práticas clínicas. A taxa de precisão do analisador pode chegar até a 85%.

É inovador pois o analisador pode detetar mudanças de saúde antes destas se manifestarem clinicamente. A detenção precoce vai ser uma mais-valia para o progresso do tratamento.

Por realizar um diagnóstico completo, é possível determinar qual o nível de gordura do fígado, se tem tendência para AVC, enfartes, se os seus níveis de serotonina descrevem uma depressão, se tem tendência para varizes, se tem tendência para osteoporose, reumático, doenças degenerativas, como alzheimer, entre outros.

É prático! O Diagnóstico de Ressonância Magnética Quântica permite de uma forma muito rápida e eficaz elaborar um diagnóstico ao utente.

O programa permite a entrega de um relatório resumo ao paciente, com todas as alterações detetadas, assim como sugestões de melhorias de saúde.

O Diagnóstico de Ressonância Magnética Quântica quântico é um guia individualizado de consulta para a manutenção da saúde corporal e para uma avançada ciência da saúde. Este sistema possui as vantagens de ser íntegro, não invasivo, prático, simples, rápido. Com uma profunda e desenvolvida investigação científica, este aparelho irá contribuir em muito para a manutenção da saúde humana, com amplo desenvolvimento e perspectiva de aplicação.

É abrangente pois pode gerar 52 relatórios de saúde para serem analisados:

RELATÓRIOS GERAIS

  • Cardiovascular e Cerebral
  • Funções Gastrointestinal
  • Grande Função Do Intestino
  • Função Do Fígado
  • Função Da Vesícula Biliar
  • Função Pancreática
  • Função Renal
  • Função Pulmonar
  • Sistema Nervoso
  • Doenças Ósseas
  • Ossos E Fator reumatoide
  • Índice De Crescimento Ósseo
  • Açúcar No Sangue
  • Minerais
  • Vitaminas
  • Aminoácidos
  • Coenzimas
  • Sistema endócrino
  • Sistema Imunológico
  • Tiróide
  • Toxina Humana
  • Metais Pesados
  • Avaliação Física Básica
  • Alérgicos
  • Obesidade
  • Pele
  • Olhos
  • Colágeno
  • Canais e Colaterais
  • Pulso Do Coração E Do Cérebro
  • Lipídios Do Sangue
  • Dados De Avaliação Física

RELATÓRIOS MASCULINOS

  • Próstata
  • Função Sexual Masculina
  • Esperma

RELATÓRIOS FEMININOS

  • Ginecologia
  • Seios
  • Ciclo menstrual

RELATÓRIOS INFANTIS

  • Minerais
  • Vitaminas
  • Aminoácidos
  • Coenzimas
  • ADHD

Como se cria uma doença

Como se cria uma doença

Caro leitor (a) é com respeito e amor que venho mais uma vez partilhar convosco a minha experiência com leitores que pedem diariamente ajuda à Casa Escola António Shiva®. Aqui está um trecho de um pedido de ajuda de hoje, 14 novembro de 2019:

      “Boa tarde amigo António, por favor me ajude se puder. Hoje não estou bem, estou com ataque fibromialgia, dói-me todo corpo, as articulações incham… então Deus me ajude.  Não consigo escrever muito, as articulações doem muito. Não sei o que fazer o meu cérebro faz isso; é doença autoimune…,  já tentei tudo… mas quando dá crise é horrível… Já fiz terapia…,  Já fiz tratamento com medicina alternativa e nada dá resultado. A vida se tornou um caos… estou escrevendo, chorando, gostaria de ajuda sim. Mas já desacredito em coisas, às vezes penso o meu tempo está acabando estou ficando velha e com uma vida de má qualidade

Obg por me atender
Obrigada”

Esta email veio do Brasil, de uma senhora em sofrimento, já desacreditada da vida, que acaba de completar 60 anos e viúva há 6 anos. Como podemos notar na mensagem, a aflição desta senhora é grande. Depois de ela ter respondido a um questionário de saúde integral que lhe foi enviado, pude perceber como esta senhora chegou a este ponto de sofrimento.

O desespero desta senhora foi criado como tantas outras causas de sofrimento que chegam ao nosso conhecimento diariamente. Assim aproveito para escrever um artigo de esclarecimento de como criamos as nossas doenças crónicas e faço o mote da aula de amanhã de mentoria de saúde integral.

    Com este artigo podes evitar uma doença, mas… se já a possuis, posso te garantir que há sempre uma solução perfeita para o teu problema, se de facto estiveres disposto a fazer o que for preciso para o resolveres. Porque da mesma forma que temos o poder de criar uma doença crónica com a nossa conduta errada, também temos o poder de a corrigir. Só precisas pedir ajuda e seguires sugestões.

Na verdade, estou convicto que se chega a situações extremas de sofrimento por (ignorância) falta do conhecimento básico tantos dos técnicos que deveriam ajudar na manutenção da saúde das famílias, como das próprias pessoas que levadas pelas campanhas publicitárias vão colaborando para que uma doença crónica se instale e alimente.

Então vamos lá…

Vive-se numa sociedade doente e muito do que vou escrever aqui soa como heresi, para muitos, mas a questão mantem-se; se estiveres disposto a fazer o que for preciso para mudar a tua realidade atual não hesites, porque há uma solução perfeita para cada problema.

Agora sim!

Todas as doenças, independentemente do nome com que a identifiquem ou da classificação dada pela indústria da doença, têm uma causa básica: a acumulação de substâncias nocivas conhecidas por “toxinas”. Não importa qual é a sua origem, se é da alimentação ou de outros, como a má função do metabolismo celular. As toxinas têm de ser eliminadas, pois, se o não forem, causarão o envenenamento do sangue, dos órgãos e da linfa que preenche os espaços celulares. Logo que a acumulação de substâncias nocivas (toxinas), começa a ameaçar o bem-estar do organismo, o corpo reage contra a intoxicação eliminando essas substâncias através dos órgãos excretores (fígado, intestinos, rins, pele, pulmões). Se a capacidade de eliminação não for suficiente, a inteligência do organismo recorre e surgem os sintomas do que normalmente se chama doença aguda, ou crise de autolimpeza como indicava Hipócrates.

Aqui é que começa a descambar. A inteligência orgânica inicia a crise de autolimpeza, para evitar o envenenamento do sague, dos órgãos e dos espaços intercelulares, e a atitude correta seria facilitar a ação do organismo no processo de desintoxicação. Mas a ignorância fala mais alto, e em vez de se ajudar o organismo, atacam-se os sintomas, reforçando ainda mais o processo de intoxicação.

Assim sendo para evitar a criação de doenças crónica, é essencial aceitar as doenças agudas sem reprimir os sintomas. Por outras palavras, eliminar uma febre, segurar uma diarreia, suprimir a dor ou mesmo suster a tosse são atitudes erradas, que fragilizam o organismo e criam condições para doenças graves ou crónicas se desenvolverem.

É urgente libertarmo-nos da santa ignorância e respeitar a inteligência do organismo. Não podemos separar o corpo das suas normas de funcionamento. Nenhuma medicina tem o poder da cura, a cura pertence à força vital do organismo, o inteligente é ajudar o organismo no seu processo de autocura, ajudando-o na libertação de substâncias nocivas, e na reposição de carências, derivado de uma dieta pobre e pouco variada ou por uma má digestão e absorção.

Hoje está muito em moda ter-se como bode expiatório os vírus, micróbios e bactérias, os terríveis parasitas que estão em toda a parte a causar e propagar doenças.  Na realidade, eles vivem no corpo como parasitas e encontram-se em toda a parte. Apesar de uns serem mais perigosos que outros, são inofensivos e fazem parte do meio ambiente das células. Só quando o meio ambiente é desequilibrado e o sistema imunitário se encontra intoxicado representam perigo de causarem doenças graves por uma multiplicação descontrolada.

Assim os vírus, micróbios e bactérias não são a causa primária de uma doença. Seria bem mais inteligente procurar o que originou o desequilíbrio ambiental do terreno e a fragilização da imunidade, porque um corpo fragilizado não consegue sobreviver à ocupação de micróbios patogénicos. Assim, ao compreendermos que a intoxicação física é a causa fundamental de todas as doenças, possibilita definir com clareza o caminho a seguir para a saúde integral.

Então como fazer?

Mas agora que temos a consciência que a origem de todas as doenças está na intoxicação física, o terapeuta ou mentor de saúde integral tem o dever de através de processos naturais, eliminar as toxinas, enquanto educa o cliente no sentido de o levar a modificar o seu estilo de vida, sem separar a desintoxicação física da desintoxicação mental. Tendo em conta que o ser um humano é um todo onde o mental, emocional e espiritual não podem ser separados do físico. 

Atenção a este alerta. É preciso estar atento e não nos deixarmos enganar com a fraude da alimentação saudável, tão em voga no momento. É bem pior a “emenda do que o soneto”. Seria começar a construir a casa pelo telhado;o que se cria na mente é o que se expressa no corpo; “Mens sana in corpos sano” , mente sadia produz corpo sadio, diz o velho ditado latino.

Porquê?

Uma pessoa alegre feliz e realizada não tem apetência por venenos, drogas ou excessos alimentares. Em vez de ser imposta uma dieta inútil ao doente, é bem mais útil que o doente se responsabilize pela realidade que está a viver e fazer-lhe rever a forma como se vê. A maior parte das doenças crónicas resultam da forma como o doente se vê, como vê os outros e como vê o mundo. Mudar o paradigma é mudar a realidade.

Em suma, é preciso restabelecer a paz e a harmonia alterada entre o indivíduo doente e o meio ambiente. Logo que o físico esteja desintoxicado, as carências repostas e a harmonia recuperada, não há mais lugar para doença ou sofrimento.

Na verdade, é a falta de harmonia que conduz à intoxicação física, causa de todas as doenças. A saúde integral abrange sentir-se em harmonia com ele próprio, com os outros e o meio ambiente, com Deus e o universo. 

O texto já vai longo, muito ficou para dizer, espero que coloques as tuas dúvidas como habitualmente para o meu email ou https://antoniofernandes.solucaoperfeita.com/saude-integral-solucao/ e se queres que tua experiência sirva para ajudar os outros deixa a tua autorização.

Obrigado,

António Fernandes

ANATOMIA E FISIOLOGIA HUMANA – Modulo gratuito

ANATOMIA E FISIOLOGIA HUMANA – Modulo gratuito

A física quântica como caminho para a mentoria em saúde integral

A internet e principalmente as redes sociais têm sido invadidas com o conceito holístico. Cerca de 70 % dos pedidos de amizade que me chegam do Facebook é de pessoas que se dizem “terapeutas holísticos”. Consoante me vou integrando com esses terapeutas começo a entender que de holístico pouco ou nada têm as terapêuticas.

A mecânica quântica da saúde integral

Entender a realidade que cada um de nós experimenta de um ponto de vista holístico dá-nos o poder de mudar de forma consciente qualquer estado que não nos seja prazeroso.

Mas antes de uma visão holística da realidade que experimentamos, precisamos começar por ter uma visão holística do corpo que habitamos. No corpo humano, para podermos entender o mais simples sinal, precisamos de ter uma visão holística do seu funcionamento e interação com o todo (universo).

Assim vamos começar por ter uma nova visão do nosso corpo como um todo. Espero que após esta nova visão possamos entender porque uns adoecem e outros são saudáveis, ou porque uns são ricos outros pobres. Há quem fume 4 maços (80 cigarros) por dia e não cuide da alimentação e viva até aos 100 anos saudável e outros que nunca fumaram e têm cuidado com a alimentação e têm cancro do pulmão.


O corpo humano, visto pela moderna física quântica, não se pode dizer que seja uma visão nova do físico como fazendo parte integrante do meio ambiente que o rodeia. Já a milenar medicina Ayurveda tinha uma visão idêntica, embora os termos sejam outros.

   Então “vamos lá com calma com o andor, que o santo é de barro”.

     Comecemos pelo princípio quântico que mostra que o corpo humano não é uma estrutura sólida, constituída por partículas estáticas, isolado do resto do meio ambiente. Em vez disso, a física moderna reconhece o corpo humano como fazendo parte de um processo natural do universo. Assim sendo, o corpo humano é mais um campo de energia do que uma estrutura física. Por outras palavras: se dermos umas pancadinhas com a mão direita no nosso braço esquerdo, aquilo que parece sólido não o é. Mas o braço esquerdo assim como a mão direita não são realmente sólidos? Não.

O corpo que cada um de nós habitamos é um campo de energia dinâmica que abarca e interage com todo o universo.

Vejamos… foi-nos ensinado pelo sistema educacional instituído convencionalmente que o corpo que habitamos é uma estrutura física sólida separada do espírito e do resto do universo.  Observemos então: o corpo é constituído por sistemas.

Sistema respiratório, sistema cardiovascular, sistema digestivo e eliminatório, sistema muscular etc. etc.

Os sistemas são constituídos por órgãos, como pulmão, coração, estômago glúteo etc… os órgãos por sua vez são formados por tecidos, os tecidos são compostos por células, as células, unidade base do organismo, são constituídas por moléculas, as moléculas por sua vez são compostas por átomos, os átomos, que são simultaneamente onda (energia) e partícula (matéria), são constituídos por partículas subatómicas tais como “quark…, mesão…., hadrão…, barião…, que a ciência considera energia.

Na verdade, se tivéssemos a capacidade de enxergar o nosso corpo como na realidade é, daríamos conta que ele está em constante interação e renovação e de que 98% dos átomos que estavam no nosso corpo há um ano, hoje não estão cá.

Mas há mais

Há estudos científicos que provam que os ossos – que parecem sólidos e sustentam toda a estrutura do corpo, são inteiramente renovados a cada 3 meses.

Isso significa que, apesar da configuração das células ósseas permanecerem constantes, os milhares de milhões de átomos que formam os ossos e passam livremente de um lado para o outro através das paredes celulares estão sendo submetidos a uma mudança e uma substituição constante. Em consequência disso, um novo esqueleto é formado a cada 3 meses. O mesmo processo acontece com o resto do corpo. As células do fígado renovam-se de forma lenta, mas mesmo assim temos um fígado novo a cada a seis semanas. A pele renova-se todos os meses. No sistema digestivo, um novo revestimento estomacal é criado a cada 4 dias e as células especifícas que entram em contacto com a comida que é digerida, renovam-se a cada 5 minutos. O corpo na sua essência, recria-se completamente até ao ultimo átomo, no período de 4 a 5 anos.

Apesar do corpo humano parecer o mesmo de dia após dia, ele encontra-se num infinito processo de mudança e de troca com o meio ambiente. A interação com o meio ambiente influencia direta e constantemente o metabolismo da digestão e da eliminação.

Enfim, apesar do nosso sistema digestivo e eliminatório ser por si um mecanismo fascinante e maravilhoso, o seu funcionamento resulta de uma consciência individual e coletiva em interação com todos os outros sistemas físicos e espirituais.

O caminho é a unidade

Porque é que adoecemos?

Quanto mais se procura perceber o porquê de adoecer menos se enxerga a razão. O corpo humano é um universo de inteligência e como vimos atrás não pode ser separado do meio que o cerca, do mundo e do universo. Assim, cada ser humano é uma célula da humanidade, que por sua vez também possui uma consciência. Apesar de cada um de nós ser o criador de sua realidade, através da sua própria consciência, a consciência coletiva influencia a consciência individual.

Muito se tem procurado, mas quanto mais procuramos mais afastados nos encontramos da solução

Apesar do longo caminho percorrido pelas ciências médicas, o mais que foi conseguido foi um aumento descontrolado das doenças psíquicas e crónicas.


Apesar da OMS alertar para a causa psicossomática de mais de 85% das doenças, a medicina psicossomática ainda não saiu do adro. E as velhas medicinas milenares devido à sua falta de adaptação ao novo, criaram grandes lacunas passando na maioria para paralelas, complementares ou alternativas, enfim, peças de museu. Aproveitando esta confusão prolifera um folclore new age de bruxos, pseudomísticos e gurus que se intitulam mestres destes ou daqueles círculos místicos.

O problema de base mantém-se

Há mais de 30 anos tive o privilégio de percorrer um caminho que me levou a um beco sem saída. A um lugar sem saída possível. Foi aí, no fundo do poço, totalmente impotente para fazer fosse o que fosse que descobri que o único caminho possível de percorrer é aceitação do que não se pode mudar e abrir a mudança.

Todo o processo de transformação começa pelo próprio indivíduo.

Antes de nos tornarmos mentores de Saúde Integral e participarmos na mutação do mundo, precisamos transformar a nós mesmos, mudar o nosso comportamento e alcançar verdadeira felicidade e plenitude na nossa vida.

Ninguém pode dar o que não tem, só podemos compartilhar aquilo que possuímos. Então como fazer?

Como foi visto na mecânica quântica do corpo humano, em que a mudança e interação é permanente com o meio ambiente e o mundo em geral, também qualquer mudança da realidade existente passa por uma mudança do próprio indivíduo. E toda a mudança se resume a passos muito simples, mas eficazes.

1º Passo – Assumir o poder. Tudo aquilo que está dentro de nosso conhecimento, testemunhado ou não por nós…, todo o mal, toda a perversão são uma imagem refletida do mal que se encontra submerso nos nossos corações. Assumir 100% da responsabilidade por tudo o que está na nossa realidade é Assumir o Poder da nossa vida.

2º Passo – Fortalecer a certeza e autoconfiança que há SEMPRE uma solução perfeita e criativa para cada problema.

3º Passo – com uma postura integral de aceitação (não tolerância), compromete-te todas as manhãs a uma postura de pró-ação em relação a tudo o que acontece.

Nota:

Neste primeiro módulo tens a anatomia do sistema digestivo. Os processos da digestão dos alimentos que precisam passar por várias transformações para poderem ser aproveitados pelo organismo. Ou seja, são transformados em pequenas moléculas de nutrientes antes de serem absorvidos no sangue e levados às células para sua nutrição e reprodução. Este processo chama-se digestão.

Também como seres espirituais que habitamos um corpo físico, passamos por um processo constante de situações que se seguem umas atrás das outras. A forma como digerimos os acontecimentos, resulta do ponto de vista de cada um de nós. A mesma situação pode ter reações opostas dependendo da forma como se enxerga. Vive-se uma altura de grandes mudanças, em todas as áreas. Essas mudanças mandaram centenas de milhares para o desemprego. Muitos suicidaram-se, outros entraram na luta pela sobrevivência e outros sentiram-se livres para iniciar projetos de vida que tinham vindo a adiar por comodismo ou por estarem comprometidos com um patrão. E iniciaram a realização dos seus sonhos.

Como se pode perceber a situação é a mesma, é igual para todos…, fim de um emprego, uns suicidam-se, outros mantêm-se no desemprego fazendo formações que eles próprios sabem é só uma forma de adiar e justificar e outros realizam-se e fazem parte dos de bem com a vida. 

Da mesma forma que o sistema hormonal é comandado pela consciência individual e uma boa ou má digestão indica o bom ou mau funcionamento hormonal, também a forma como enxergamos qualquer acontecimento existente no mundo ou nas nossas vidas vai interferir de forma positiva ou negativa consoante a consciência com que criamos a nossa realidade.

Abreviando: quando algo não nos faz feliz na nossa realidade, o que precisamos mudar não é o mundo, mas a consciência com que vemos o mundo, seguindo os 3 passos iniciais.

Exercícios:

Depois de leres e releres a matéria deste 1º módulo procura um paralelo com a tua realidade pessoal.

Para isso, cria 5 a 10 questões da tua vida pessoal (abrange todas as áreas desde a física até a financeira, passando pelos relacionamentos).

Anatomia e Fisiologia Humana – apresentação da Disciplina

Ser mentor em saúde integral obriga a uma consciência expandida que permite enxergar para além da aparência (matéria se assim lhe quiserem chamar). Seria muito bom que essa expansão da consciência pudesse ser transmitida aqui para que todos pudessem usufruir e participarmos mais rapidamente na reconstrução da humanidade. O módulo de anatomia que aqui é […]

Read more

A ciência ao serviço da saúde

A ciência ao serviço da saúde

George Lakhovsky foi um cientista de origem russa, que em seus estudos descobriu que tudo é frequência e que cada célula do corpo humano tem sua própria frequência. As células saudáveis ​​emitem uma radiação de frequência.

Mas sempre que uma parte do corpo é danificada, inflamada ou doente, a ressonância dessas células diminuía a intensidade, abrindo a possibilidade de que organismos patógenos capazes de causar doenças, bactérias e micróbios assumam o controlo, invadindo as células saudáveis ​​com sua frequência adversa.

 Com essa teoria Lakhovsky construiu um dispositivo capaz de gerar um campo de frequências em um espectro muito amplo, de modo que sempre que fosse colocada uma pessoa doente ou as partes do corpo afetadas nesse campo de frequências, as células doentes reconheciam a sua própria frequência, sintonizavam-se e começavam a ressoar na sua frequência saudável novamente, desaparecendo assim a doença.

Regeneração de acordo com George Lakhovsky

A ideia já nessa altura era regeneração do corpo, o que implica ir para além da cura. Regeneração é a substituição de células irremediavelmente danificadas ou perdidas por células novas, saudáveis. Essa regeneração ocorre de uma forma completamente natural; as nossas células consistem em frequências de ressonância (vibração) e serão regeneradas porque serão colocadas na frequência correta novamente, resultando num melhor funcionamento do corpo de várias maneiras.

O oscilador de múltiplas ondas (MWO) e George Lakhovsky

Lakhovsky continuou convicto que era possível deter ou até recuperar doenças degenerativas como leucemia e cancro desse modo. Com a ajuda de Nicola Tesla, que possuía mais de 1000 patentes, registou o MWO (Oscilador de Múltiplas Ondas) que permitiu ativar processos de cicatrização e, acima de tudo, curar a maioria dos casos de cancro, leucemia, osteoporose etc.

Uma parte importante do trabalho de Lakhovsky ocorreu entre 1930-1940, onde vários Osciladores de Múltiplas Ondas operavam em países como França, Itália, Inglaterra e Alemanha, mas lentamente começaram a desaparecer novamente. Muitas pessoas disseram que a razão do seu desaparecimento se deveu ao facto que os seus rápidos resultados, não tornaram rentáveis para os hospitais o seu uso.

 A Segunda Guerra Mundial pôs fim ao trabalho de Lakhovsky. O seu desaparecimento da noite para o dia, foi envolto em polémica. Numa visita aos Estados Unidos em 1942 foi atropelado por uma limusine enquanto atravessava a rua e, apesar de seu protesto, foi conduzido ao hospital onde morreu em circunstâncias misteriosas aos 72 anos.

Na consequência do primitivo Oscilador de Múltiplas Ondas, temos hoje considerado como sua décima geração o  I.A.T.S. – INTEGRAL ANALISYSIS THERAPY SYSTEM.

Pin It on Pinterest